22/01/2016

Sinpol-DF reúne-se com governador Rodrigo Rollemberg

Governador se comprometeu a contatar o MPOG até esta sexta, 8, para verificar qual o prazo final das negociações e agendar uma nova reunião

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF), representada pelo presidente Rodrigo Franco, pela vice Marcele Alcântara, pelo secretário geral Paulo Roberto Sousa e pelo diretor de Administração e Planejamento adjunto Lidenberg Melo, esteve reunida com o governador Rodrigo Rollemberg na tarde desta quinta, 7, no Palácio do Buriti.

O encontro foi articulado pelos deputados distritais Cláudio Abrantes (Rede) e Wasny de Roure (PT), que também estavam presentes. Na semana passada, a diretoria esteve com os dois distritais na terça, 29, e na quarta, 30, a fim de solicitar a eles o agendamento dessa reunião.

O diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Eric Seba, compareceu acompanhado pela diretora do departamento de Gestão de Pessoas, Ivone Rosseto, e pelo diretor da divisão de Comunicação, Paulo Henrique Almeida.

Na oportunidade, a diretoria do sindicato voltou a apresentar a Rollemberg uma pauta de reivindicações com alguns itens. Entre eles, o envio ao governo federal da mensagem que mantém a isonomia entre a PCDF e a Polícia Federal (PF).

“O atendimento a esse pleito – cobrado pela categoria durante a greve de 22 dias deflagrada em setembro passado – é urgente nesse momento porque o governo federal, por meio do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) está em processo de finalização das negociações com as carreiras típicas de estado”, explica Gaúcho, como é conhecido o presidente do Sinpol-DF.

Rollemberg se comprometeu a contatar o MPOG até esta sexta, 8, para verificar qual o prazo final das negociações e agendar uma reunião entre o Governo do DF, o Ministério e o Sinpol-DF para tratar da proposta de reajuste à categoria.

O governador afirmou que vai reunir a equipe de governança para avaliar o impacto no orçamento. Rollemberg disse, ainda, ter “vontade política” para atender os pleitos dos policiais civis do Distrito Federal.

O sindicato cobrou ainda a regulamentação imediata da Emenda à Lei Orgânica do DF (ELO) nº 90/15, especificamente do item do auxílio-moradia, além da atualização das atribuições e as nomeações dos 428 aprovados, entre outras reivindicações.

“O Sinpol-DF conclama a categoria a ficar alerta às suas convocações, uma vez que os policiais civis não poderão suportar mais um ano de perdas financeiras em razão da inflação. Caso prevaleça o alegado impedimento financeiro para o avanço das negociações, o ano que começa promete ser de grandes batalhas”, conta Gaúcho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS