18/02/2016

PM e comerciantes do Gama juntos no celular

Grupo de conversa em aplicativo no smartphone ajuda o 9º Batalhão da Polícia Militar a evitar crimes na região administrativa

O aperto de mão é de quem já se conhece. A receptividade e a forma de conversar não deixam dúvidas. Há pouco mais de dois meses, o comerciante Aluízio Lopes da Costa, de 35 anos, e o primeiro-sargento Carlos Alberto Nascimento fazem parte do mesmo grupo de conversa em um aplicativo no celular. Isso porque, desde dezembro, o 9° Batalhão de Polícia Militar do Gama mantém um projeto de policiamento comunitário — Rede de Comércios Protegidos —, que reúne os contatos de lojistas locais.

Até agora, são três grupos que somam cerca de cem lojistas da região administrativa. Cada um representa uma quadra diferente e conta com um policial diretamente responsável. Atualmente, são atendidas algumas quadras do Setor Leste e do Oeste, mas a ideia é que, em seis meses, todo o Gama seja beneficiado.

Pelo celular, os comerciantes pedem ajuda, denunciam atitudes suspeitas e recebem, em tempo real, a resposta do sargento Nascimento. As orientações são dadas na hora, e os vizinhos de uma loja ameaçada, por exemplo, também interagem. “Um acaba cuidando do comércio do outro”, resume.

É uma verdadeira rede de contatos, com telefone, endereço e nome dos empresários. “Muitos comerciantes não se falavam, pois não se conheciam, mas agora começaram a se apoiar”, destacou o precursor da iniciativa em Brasília, o ex-comandante do 9° Batalhão tenente-coronel Elziovan Moreno. É comum funcionários saírem às ruas para vigiar qualquer movimentação suspeita na loja ao lado.

Segundo o tenente-coronel, a ideia veio de Minas Gerais e ganhou adaptações no Distrito Federal. O militar implantou o uso do serviço de monitoramento e acionamento policial imediato. Trata-se basicamente de um aparelho que, por meio de um botão, aciona imediatamente o quartel. No local, em um telefone celular, aparece o endereço do estabelecimento, para onde é enviada a viatura mais próxima.

Na sala de operações, uma grande tela de computador informa qual a equipe policial mais próxima do local onde houve o pedido de socorro.

A farmácia vizinha à loja de comunicação visual de Aluízio Lopes foi uma das que solicitou ajuda e evitou um assalto. Poucos minutos depois de uma funcionária apertar o dispositivo, uma viatura da PM apareceu na hora em que o assaltante deixava o local.

A comunicação é informal e gera confiança nos lojistas. A sensação de segurança, segundo Aluízio, é o principal benefício. Ele colocou dois aparelhos do serviço de monitoramento em seu comércio, mas comemora por nunca ter precisado utilizá-lo. Também existe um alarme, que aciona a polícia caso haja arrombamentos.

“Com essas ferramentas conseguimos monitorar os estabelecimentos ao longo das 24 horas”, defende o tenente-coronel. Segundo ele, depois que a iniciativa foi implementada em dezembro, houve redução de cerca de 30% nos roubos a comércio no Gama.

Interação
Antes de os lojistas serem colocados no grupo do aplicativo, houve reunião entre representantes do batalhão, da administração regional, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar, da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil do DF, do Departamento de Trânsito e da associação de comerciantes do local. Os interessados, então, receberam uma visita de um militar do policiamento comunitário e preencheram fichas necessárias para cadastro na rede.

Comunidade
O 9º Batalhão de Polícia Militar no Gama também trabalha para criar a Rede de Vizinhos Protegidos e a Rede de Templos Protegidos. O primeiro está em fase de implementação. No Setor Sul do Gama, 15 prefeitos de quadra fazem parte da turma criada no aplicativo pela PM. A ideia é a mesma: manter contato estreito com os moradores e diminuir o tempo de resposta aos pedidos de socorro.

As demandas variam desde furtos à falta de iluminação, que pode contribuir para algum crime. No último caso, a corporação envia ofício à Companhia Energética de Brasília, pedindo a solução do problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS