28/08/2016

Caiado: "Esperamos que a presidente afastada respeite a liturgia do cargo"


O líder do Democratas no Senado Federal Ronaldo Caiado (GO) afirmou em coletiva neste domingo (28/08) que a oposição vai interrogar a presidente afastada Dilma Rousseff em respeito às regras e ao decoro institucional.

Após reunião de senadores pró-impeachment, Caiado falou para a imprensa que o Brasil todo espera uma sessão onde o respeito à liturgia do cargo de presidente afastada seja respeitada e que Dilma também não repita o comportamento que seus defensores têm adotado em plenário.


Foto: Sidney Lins Jr

"Estamos nos preparando para fazer um interrogatório técnico, em tom respeitoso, com perguntas fundamentadas que explicitem os motivos da cassação de seu mandato e os crimes imputados a ela. Agora, é preciso também exigir que a presidente afastada respeite a liturgia de seu cargo. Ela não pode repetir o exemplo que alguns senadores de sua base têm apresentado nesta sessão", afirmou Caiado.

Caiado ressaltou a importância de que o interrogatório com a ré no processo de impeachment não evolua para um episódio que cause constrangimento à presidente, ao Senado Federal e aos milhões de brasileiros que foram às ruas pedir pelo seu afastamento. Ele lembrou que por diversas vezes durante as sessões houve provocações por parte da defesa no intuito de sabotar o julgamento definitivo.

"Posso garantir que o tom da oposição será respeitoso. Agora, é muito importante também saber como seremos tratados. Estamos aqui com 81 senadores que, não só representam as 27 unidades unidades federativas da nação, mas também os 200 milhões de brasileiros. No interior de Goiás costuma-se dizer o ditado: 'o risco que corre o pau, corre o machado'. Toda ação gera uma reação", comparou.

Convidados
Ronaldo Caiado também comentou sobre a comitiva que deve acompanhar a presidente afastada Dilma Rousseff, que inclui o ex-presidente indiciado Lula, ex-ministros e até artistas ligados ao PT. "Será um momento em que teremos de um lado a elite política que participou e se beneficiou de todos esses escândalos de governo do PT e do outro representantes de milhões de brasileiros foram às ruas por seguidas vezes pedir um novo Brasil", concluiu.

Matéria : Assessoria Liderança Democratas Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS