19/08/2016

ELEIÇÕES 2016: Cuidados com as redes sociais

Posso impulsionar publicações nas redes sociais, por meio de ferramentas pagas?

Tenho recebido muitos e-mails com esta pergunta, muitos pré-candidatos acreditam que pagando para impulsionar uma publicação feita por exemplo no facebook, vai ajuda-lo a ficar mais conhecido, tenho visto muitos fazerem isto mas esta pratica é ilegal segundo a legislação eleitoral.

De acordo com a Lei nº 9.504/97, não pode haver propaganda eleitoral patrocinada antes do período permitido, estando os pré-candidatos passíveis de condenação com multa entre R$ 5 mil e R$ 25 mil, que pode levar até a perda do registro de candidatura.

E ainda se houver grande volume de publicações pagas, o juiz eleitoral do seu município poderá encaminhar um pedido para que MPE inicie uma ação por abuso de poder econômico.

Portanto fica claro que postagens patrocinadas em redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter são proibidas para pré-candidatos nas eleições municipais deste ano.

Sabemos do enorme crescimento da internet nos últimos anos, já somos o quarto país no mundo com a maior população de usuários na internet, passando dos 108 milhões de usuários conectados a internet no Brasil e grande parte desses usuários estão conectados via mobile (celulares, tabletes e smartphones).


Traçar um bom plano de Marketing Político Digital é fundamental para se eleger a qualquer cargo eletivo nos dias de hoje, principalmente em cargos proporcionais como vereador, mas é necessário usar a internet com sabedoria e de forma profissional sendo criativo e estratégico, candidato que não está na internet não é conhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS