31/08/2016

Retomadas as obras do Centro Olímpico e Paralímpico de Planaltina

Construção estava parada desde 2012, e previsão é que a unidade fique pronta em janeiro. Governador Rodrigo Rollemberg assinou a ordem de serviço nesta quarta-feira (31)

Construção estava parada desde 2012, e previsão é que a unidade fique pronta em janeiro. Governador Rollemberg assinou a ordem de serviço nesta quarta-feira (31). Foto: Dênio Simões
O custo refere-se à montagem da cobertura da quadra de esportes e à pavimentação de uma via de acesso. A previsão é que o centro fique pronto em janeiro. “A obra vai melhorar muito a qualidade de vida de toda a comunidade de Planaltina. O espaço será todo recuperado e vai se tornar um ambiente para promoção de saúde e de práticas esportivas”, afirmou o governador Rodrigo Rollemberg durante a cerimônia de assinatura.

A área, de 35,7 mil metros quadrados, fica no Setor Recreativo e Cultural Módulo Esportivo de Planaltina. Ela tem quadra de tênis, pista de atletismo, piscinas semiolímpica e infantil, paredão de escalada, quadra de esportes e campo de grama sintética. Cerca de 90% da obra estão prontos e, com a finalização dela, estudantes das 64 escolas públicas da região administrativa e a população em geral serão beneficiados. “A abertura do Centro Olímpico e Paralímpico é uma demanda antiga da comunidade”, diz o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Júlio Menegotto. O pedido para retomada das obras foi feito ao governador quando ele esteve em Planaltina semana passada para a Roda de Conversa e, em setembro de 2015, no projeto Voz Ativa na Segurança Pública.

Algumas estruturas, como a quadra de tênis, vão passar por reparos por estarem há muito tempo sem manutenção. Prédios serão repintados, e as piscinas, avaliadas para conserto de possíveis vazamentos. Os custos com esses serviços provêm de emendas parlamentares e de recursos do governo. A entrega deve ocorrer em aproximadamente 150 dias após a assinatura da ordem de serviço.

Em 18 de agosto, a Novacap anunciou a empresa vencedora da nova concorrência para o término da obra. A TVA Construção e Locação de Equipamentos Eireli EPP ofereceu desconto de 11% em relação ao valor original do certame, de R$ 2,4 milhões.

Além de Planaltina, o DF tem 11 centros olímpicos, administrados pela Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer. Eles estão em Brazlândia (Bairro Vila São José, Quadra 35, AE 22), em Ceilândia (um na QNP 21, P Norte, Parque da Vaquejada e outro na QNO 9, Conjunto 1, Lote 1, Setor O), na Estrutural (Área Especial 2, Setor Norte), no Gama (Área Especial, Setor Central, ao lado do Bezerrão), no Recanto das Emas (Entrequadra 400/600), no Riacho Fundo I (QS 16, Lote F), em Samambaia (QS 119, Área Especial, Samambaia Sul), em Santa Maria (Quadra Central 3, AE 4), em São Sebastião (Quadra 2, Bairro São Bartolomeu) e em Sobradinho (Quadra 2, Setor Esportivo, Área Especial).

Estiveram presentes na cerimônia — e assinaram a ordem de serviço —a secretária do Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros; o secretário deEducação, Júlio Gregório Filho; o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Antônio Coimbra; e o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Júlio Menegotto. Os deputados distritais Agaciel Maia (PR) e Cláudio Abrantes (Rede); e o administrador de Planaltina, Vicente Salgueiro Salgado, também compareceram ao evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS