13/09/2016

Polícia Federal e CLDF no combate à Pedofilia

Delegado elogia Projeto de Lei de Sandra Faraj e se coloca à disposição para colaborar com novas propostas. CPI pede apoio na disponibilização de inquéritos

Relatora da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia na Câmara Legislativa, a deputada Sandra Faraj esteve reunida na noite de terça-feira (06/09), com o delegado Stênio Santos de Sousa, Chefe do Grupo Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência Regional da Polícia Federal no Distrito Federal.

Durante a audiência, que também contou com a participação de outros integrantes daquela comissão, a parlamentar apresentou o Projeto de Lei nº895/16, de autoria dela, que obriga as empresas e instituições, que oferecem acesso à internet (gratuito ou não), a cadastrar o registro de conexão e o endereço do protocolo de internet (IP) de todo o usuário da rede.

“Esta é uma excelente medida, uma vez que, atualmente, temos muita dificuldade em identificar os usuários de estabelecimentos como cybercafés”, avalia o delegado Stênio Sousa. A pedido da deputada, o policial vai se debruçar sobre o PL Nº895/16 para apresentar as colaborações dele ao texto.

Na ocasião, os integrantes da CPI também se colocaram à disposição da Polícia Federal para auxiliar na construção de políticas públicas de combate ao crime. “Queremos auxiliar no que estiver ao nosso alcance. A Câmara Legislativa está muito empenhada com esse compromisso de fortalecer a rede de proteção à criança e também de construir pontes para a prevenção desses crimes”, afirmou Sandra Faraj. Os integrantes da CPI da Pedofilia também solicitaram cópia de inquéritos, onde a PF investiga a atuação de pedófilos no DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS