25/10/2016

Combate à intolerância religiosa é tema de audiência pública na OAB

Evento contou com a presença de Rodrigo Rollemberg, que destacou empenho do governo em não permitir agressões a pessoas ou templos por motivo religioso

A vice-presidente da OAB-DF, Daniela Teixeira; o governador Rodrigo Rollemberg; o deputado distrital Lira (PHS); o presidente da OAB-DF, Juliano Costa Couto; e a secretária da Segurança Pública, Márcia de Alencar. Foto: Pedro Ventura.
O combate à intolerância religiosa no Distrito Federal foi tema de audiência pública que celebrou o 1º Prêmio Religare, criado para reconhecer pessoas que atuam na defesa da laicidade do estado.

O evento ocorreu na noite desta terça-feira (25), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional DF, e contou com a presença do governador Rodrigo Rollemberg.

O chefe do Executivo destacou o simbolismo do ato e o empenho do governo em não permitir agressões a pessoas nem a templos de qualquer religião.
"Vivemos em um País com uma característica belíssima, que é a sua diversidade, e não podemos admitir que pessoas insistam em atentar contra qualquer que seja a manifestação religiosa"Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Para realçar o compromisso do governo com o tema, ele citou a criação da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual, ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência. “Vivemos em um País com uma característica belíssima, que é a sua diversidade, e não podemos admitir que algumas pessoas insistam em atentar contra qualquer que seja a manifestação religiosa”, disse Rollemberg.

O governador informou ainda que, em novembro, entregará milhares de escrituras de terrenos e imóveis ocupados por igrejas, centros espíritas, entre outras instituições, medida que dará mais segurança jurídica às lideranças religiosas.

O evento foi promovido pelo deputado distrital Lira (PHS) e também contou com a presença da secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia Alencar, do diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba, do presidente da OAB-DF, Juliano Costa Couto, e da secretária de Promoção de Igualdade Racial do Ministério da Justiça, desembargadora Luislinda Valois, entre outras autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS