08/12/2016

Devemos cumprir a decisão do STF e dar andamento a pauta do Senado, diz Caiado

Ao comentar a decisão do STF sobre o afastamento de Renan Calheiros da presidência do Senado, o líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO) afirmou que cabe a Casa cumpri-la e dar prosseguimento a votação de matérias relevantes para o país
O Supremo decidiu por 5 votos a 4 excluir Calheiros da linha sucessória da presidência da República, mas mantê-lo na presidência do Senado. Na visão Caiado, não é hora de se criar novas crises, mas de ter o compromisso de votar a PEC 55, urgente para recuperação da economia. O calendário de apreciação da PEC está mantido e conclusão do segundo turno está marcado para o dia 13 de dezembro.

“O STF decidiu e cabe a nós cumprir. O senador Renan Calheiros está excluído da linha sucessória da presidência da República, mas pode voltar a presidência do Senado. Não nos cabe questionar a decisão da maioria do Supremo que será o balizador em relação ao tema. O fato é que não podemos personalizar a crise e criar outras crises. O STF e o Senado estão muito acima disso. Nosso compromisso agora com a população é concluir a votação da PEC do teto dos gastos públicos até a próxima semana, como já estava programado, e depois avançarmos em outras matérias relevantes para o país”, avaliou.

PEC do teto – Está programada para amanhã às 10h sessão deliberativa no Senado. Também haverá sessão na sexta e segunda-feira (9 e 12/12) completando as três sessões de discussão que antecedem a votação final da PEC do teto dos gastos públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS