02/12/2016

Presidente da CLDF, Agaciel Maia pode aumentar o desgaste da casa de leis perante à população

O presidenciável Agaciel Maia, pode aumentar ainda mais o desgaste da CLDF perante a população uma vez que ele é campeão entre os colegas em processos de mal uso de dinheiro publico, acumulando mais de um dezena de processos de improbidade administrativa

Faltando poucas semanas para encerrar o ano, começa a ganhar mais intensidade, as articulações para a escolha do próximo presidente da Câmara Legislativa. O governador Rodrigo Rollemberg tem procurado os deputados para pedir apoio à eleição de Agaciel Maia (PR) à Presidência da Câmara Legislativa. Acredita na lealdade do ex-diretor do Senado e não quer nem saber da candidatura de Joe Valle (PDT). A eleição será em 15 de dezembro. Se a votação fosse hoje, Joe estaria eleito, com apoio do grupo de deputados independentes.

Ao apoiar Agaciel Maia, o governador, Rodrigo Rollemberg cola a sua imagem aos escandalos dos atos secretos do Senado Federal, por isso é importante o governador repensar esse apoio.

Fantasmas dos atos secretos de Agaciel Maia voltam a incomodar agora com Jucá. Nos últimos dias o escândalo na Saúde mostrou o deputado Agaciel Maia manipulando a derrocada de seus pares, como se marionetes fossem, a fim de assumir o comando da Câmara Legislativa.

O homem que galgou o poder saindo do comando da Gráfica do Senado Federal e alcançou uma cadeira na Câmara Legislativa de Brasília, Agaciel da Silva Maia, usa como escada a velha política do toma lá, da cá.

O deputado distrital, que aparenta ser camarada com seus pares é aliado oculto do governador Rodrigo Rollemberg. Seus tentáculos alcançam cargos estratégicos, principalmente quando se fala em finanças.

Presidente da Comissão de Orçamento da Câmara Legislativa, Agaciel Maia têm poder junto a qualquer governante que permite a troca estratégica para se manter no poder.

O deputado responde a algumas denúncias do Ministério Público, que tramitam na Justiça e pode a qualquer momento ser condenado por improbidade administrativa. Agora, disputa a cadeira da presidência da Câmara Legislativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS