30/10/2017

Após ressonância na cabeça, neurocirurgião ampliaafastamento de Caiado do Senado por 30 dias

Depois de se submeter a novos exames médicos neste fim de semana, o senador Ronaldo Caiado (Democratas) foi recomendado a estender por mais 30 dias o afastamento das suas funções no Senado

A decisão pelo adiamento de seu retorno ao Senado foi tomada por neurocirurgião Valter Costa, do Instituto Neurológico de Goiânia, após exame de ressonância magnética na cabeça na tarde deste sábado (28/10).

O médico vem acompanhando a evolução de um hematoma subdural (acúmulo de sangue entre o cérebro e o crânio) após o acidente sofrido no último dia 13 de outubro. Além de sofrer uma fratura no ombro, Caiado bateu a cabeça e vinha sofrendo de dores nos últimos dias. Segundo o médico, o afastamento foi decidido para avaliar com mais segurança a evolução do processo. O senador passa bem e aproveita o tempo para receber visitas, ler livros, notícias e descansar em sua residência.

Sobre o acidente
No dia 13 de outubro Ronaldo Caiado sofreu uma queda sobre o ombro esquerdo em sua fazenda no município de Mara Rosa. O acidente ocorreu após uma mula, que estava sendo domada, derrubar o senador.

Ronaldo Caiado sofreu uma fratura cominutiva (com vários fragmentos) na cabeça do úmero esquerdo com deslocamento posterior do tubérculo maior. Depois de avaliar o caso com médicos, o senador descartou a cirurgia e optou pelo tratamento convencional. Ficou afastado por 15 dias do Senado, abrindo uma exceção para votar pelo afastamento do senador Aécio Neves. Com esse novo exame na cabeça, ficará mais 30 dias afastado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MAIS NOTÍCIAS