Bloco de Liliane destinará emendas para aquisição de equipamentos em hospitais

setembro 9, 2015 0 Por mediai
O Bloco Força do Trabalho – composto pelos deputados distritais Agaciel Maia (PTC), Raimundo Ribeiro (PSDB), Telma Rufino (Sem partido), Liliane Roriz (PRTB) e Juarezão (PRTB) – se reuniu na manhã desta terça-feira (8), e decidiu, por unanimidade, destinar o valor total de R$ 27 milhões em emendas para aquisição de equipamentos de imagem para a rede pública de saúde do Distrito Federal. A decisão é anunciada em nota oficial do bloco.

A decisão foi tomada pelos parlamentares após tomarem conhecimento do chamado “cardápio” enviado pelo Governo do Distrito Federal para a Câmara Legislativa do Distrito Federal por meio de projeto de lei de crédito, onde o Executivo pleiteia com os 24 deputados distritais que a maior parte do valor das emendas a que cada um deles tem direito – dois terços do valor – seja revertido para a saúde. Contudo, as necessidades da Secretaria de Saúde mostradas pelo GDF não foram de encontro aos anseios dos distritais do Bloco Força do Trabalho.
Segundo os parlamentares, os recursos serão de extrema importância para reequipar as unidades de saúde do DF que constantemente sofrem com a falta desses aparelhos, provocando atrasos em cirurgias, não realização de consultas e dificuldade de diagnostico por parte dos médicos.
Os parlamentares do Bloco Força do Trabalho estão preocupados com a falta de aparelhos, considerados essenciais para o atendimento aos pacientes. A partir disso, eles decidiram investir na aquisição desses equipamentos, especificamente, contrariando o cardápio apresentado pelo governo. “É preciso olhar para essa questão com urgência e com muita atenção e carinho. Nós estamos fazendo isso”, ressalta Liliane Roriz.
“É público e notório que a rede pública está carente de equipamentos de imagem. Diariamente, ouvimos relatos de pacientes que estão na fila aguardando para fazer exames, desde os mais simples, como um raio x, até os mais complexos, como uma ressonância”, afirma Liliane.
De acordo com dados do Sindicato dos Técnicos em Radiologia do DF, com a destinação do recurso, será possível adquirir, por exemplo, 100 ecógrafos. Ou 27 mamógrafos (demanda existente hoje na rede) e ainda recuperar toda a unidade de Radioterapia do Hospital de Base. O recurso também poderá ser aplicado para a compra de 2 novos aparelhos de ressonância magnética. Hoje, a demanda é de, pelo menos, 4 novos aparelhos, que custam em média, 3 milhões de dólares cada.
Ainda será possível que o governo use a verba das emendas dos deputados do bloco para substituir todos os aparelhos de raio-x da rede pública pelo raio-x digital, ao custo médio de R$ 20 milhões. Neste caso, o governo ainda conseguiria economizar cerca de 70% do custo com o raio-x hoje, visto que os aparelhos digitais não usam o filme (comprado em dólar), cujo valor do metro cúbico é extremamente oneroso aos cofres públicos.
Fonte: Redação.