Galeria de águas pluviais: segurança para os moradores

Galeria de águas pluviais: segurança para os moradores

agosto 13, 2020 0 Por editor

Comunidade do Engenho Velho e comerciantes da região serão beneficiados pelas providências do GDF Presente contra as enxurradas

GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: FÁBIO GÓIS

Temporadas chuvosas eram um pesadelo para 20 famílias que moram no Engenho Velho, na Fercal, e para os frequentadores da academia, da faculdade e do lava-jato na esquina de uma rua antes tomada por enxurradas, de forma recorrente, a cada vez que chovia mais intensamente. O problema começou a ser solucionado nesta quarta-feira (12) graças a mais uma ação do GDF Presente, que trabalha até a próxima terça-feira (18) na cidade.

A água da chuva desce com força pela DF-150, a avenida principal da Fercal, e adentra a rua, que fica perpendicular à rodovia. Como ela tem apenas cerca de 150 metros de extensão, a força da enxurrada causa estragos, inclusive ameaçando a segurança das casas erguidas no local. “A água causou uma erosão que ameaça as residências. Cinco delas estão correndo o risco de desabar”, conta o administrador da Fercal, Fernando Gustavo Lima da Silva.

“É um problema crônico nosso. Estamos aproveitando a estiagem para resolver de vez essa questão”Fernando Gustavo, administrador da Fercal

Agora, a equipe do Polo Norte do GDF Presente constrói uma galeria de águas pluviais na via. A ideia é que as três manilhas levem a água que formava a enxurrada diretamente para o córrego que fica no final da rua. Assim, as casas não correrão mais risco.

“É uma obra muito importante para a comunidade”, afirma Carlos Henrique Costa, 25 anos, morador da Fercal desde que nasceu e dono do lava-jato da esquina. Ele diz que, além da erosão, a força da água estraga muito o asfalto, feito de forma improvisada pelos próprios moradores. “A DF-150 fica mais alta e a chuva traz lama e pedras que formam muitos buracos”, completa.

Três manilhas conduzirão a água que formava a enxurrada diretamente para o córrego | Foto: Divulgação

O administrador Fernando Gustavo conta que a própria administração, no mês passado, tentou solucionar o problema. Um poste de energia danificado pela erosão foi substituído e um muro de arrimo construído para tentar conter a água das chuvas. “É um problema crônico nosso. Estamos aproveitando a estiagem para resolver de vez essa questão”, diz o administrador.

Tapa-buracos no Guará

Também na Fercal, o GDF Presente fez patrolamento e ajustes de vias sem pavimentação na avenida principal da Comunidade Fercal 2, um dos 14 núcleos urbanos que formam a cidade. O grupo de trabalho também preparou uma das ruas da comunidade, de cerca de 300 metros de extensão, para receber asfalto – serão usadas 250 toneladas de massa asfáltica neste trecho. A equipe também retirou grande quantidade de entulho no transbordo irregular da estrada de acesso da Fercal para a Vila Rabelo, em Sobradinho II.

“Praticamente toda semana que estamos aqui limpamos essa área”, conta o coordenador do polo, Ronaldo Alves.

O Polo Central do GDF Presente executa serviços no Guará desde segunda-feira (10). Apenas na manhã desta quarta-feira (12), 45 toneladas de massa asfáltica foram usadas para tapar buracos das ruas das QEs 15, 26 e 44. Além disso, mais de 100 toneladas de entulho foram retiradas de toda a cidade pelo programa que aproveita para fazer uma limpeza geral na região administrativa.

Trabalhos em todo o DF

Park Way, Paranoá e o Plano Piloto também recebem melhorias do GDF Presente. No Park Way – onde estão em curso um mutirão envolvendo 75 pessoas da administração, do Núcleo Bandeirante e da Candangolândia –, os trabalhos continuam.

Nesta quarta-feira (12), as equipes retiraram mais de 200 toneladas de lixo, entulho, galhos de árvores e inservíveis das quadras 8, 10 e 16, capinaram e podaram árvores do Ponto de Encontro Comunitário (PEC) da Quadra 26 e fizeram manutenção e conservação das rotatórias da Quadra 14.

Leia tambémDuas pontes de grande acesso são revitalizadas na FercalBloquete volta a ser alternativa na pavimentação de cidades

Na Quadra 10, 41 toneladas de massa asfáltica foram usadas para tapar os buracos de uma mesma rua. “O asfalto estava todo ondulado. Nivelamos a rua com um tapa buracos de qualidade”, afirma o gerente de Obras da administração, Wesley Gomes Vieira.

O Polo Leste faz a recuperação de estradas vicinais em Sobradinho dos Melos, zona rural do Paranoá. Mais de 15 quilômetros de estradas de terra receberam melhorias

Já na região central de Brasília, o Polo Central Adjacente 1 trabalhou na ação de limpeza da Quadra 5 do Setor Comercial Sul (SCS). Houve poda de árvores altas e baixas, retirada de 12 caminhões de entulho e folhas do Parque da Cidade e lavagem de banheiros.